Neste Ano Internacional do Enfermeiro, uma vez mais, estivemos PRESENTES, cuidando da pessoa, família, grupos e comunidades, num contexto particularmente desafiante.

Aos nossos Associados deixamos um singelo presente de Natal antecipado: a primeira edição da “+AEEEMC” – Newsletter da Associação, disponível no separador Repositório. Na primeira edição fizemos uma revista de 2020 e perspectivamos o novo ano. 

Que em 2021 possamos continuar a estar e ser PRESENTES para todos, continuando a defender e valorizar a Enfermagem Médico-Cirúrgica Especializada.

A Direção da AEEEMC

A 28 de outubro de 2020 celebrarámos 32 anos de existência.

A Direção da AEEEMC promoveu a Web Conferência “O futuro da Enfermagem Médico-Cirúrgica Especializada em Portugal e na Europa”.

Ana Fonseca (Presidente do Conselho de Enfermagem da Ordem dos Enfermeiros) e Maria Teresa Parisotto (Diretora Executiva da European Specialist Nurses Organisations) partilharam a sua visão sobre a Enfermagem Especializada. A Presidente da Direção, Ândrea Figueiredo, falou ainda sobre o presente e o futuro da Associação, interpelando os participantes a não esqueceram que o pensamento crítico deve ser diferenciador num Enfermeiro Especialista. Brevemente, os melhores momentos da WebConferência estarão disponíveis no novo canal de YouTube da AEEEMC.

Na semana do aniversário, entrevistámos 3 dos sócios fundadores: Manuel Úria, José Roxo e Nídia Salgueiro. Recordaram-nos as motivações que levaram à fundação da AEEEMC, os desafios encontrados e algumas reflexões sobre a Especialização em Enfermagem Médico-Cirúrgica. Uma vez mais aproveitamos para lhes agradecer pela fundação da AEEEMC e disponibilidade para participar nesta comemoração.

Entrevista José Roxo

Entrevista Manuel Úria

 

Desde o início da pandemia que a Associação de Enfermeiros Especialistas em Enfermagem Médico-Cirúrgica (AEEEMC) apoia os profissionais de saúde e acompanha atentamente a evolução epidemiológica dos casos de COVID-19 no nosso país.

Atualmente, face ao aumento exponencial do número de pessoas hospitalizadas, à escassez crescente de recursos humanos a nível global e às medidas avançadas pela tutela para a contratação de enfermeiros de cuidados gerais para integrarem e reforçarem as equipas de Cuidados Intensivos, a AEEEMC vem por este meio expor a sua apreciação perante as medidas avançadas.

Representando uma das classes profissionais mais importantes na linha de cuidados à pessoa em situação crítica portadora ou não de COVID-19, a AEEEMC, vem defender, não só o reforço por profissionais preparados e em rácios adequados às exigências na prestação de cuidados de elevada especificidade, como também e mais importante, a segurança e a qualidade dos cuidados prestados e as suas implicações no futuro das pessoas recuperadas e nos custos globais dos cuidados de saúde a curto, médio e longo prazo.

Reconhecemos o core de competências específicas do Enfermeiro Especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica e em Enfermagem Médico-Cirúrgica na área de Enfermagem à Pessoa em Situação Crítica como indispensáveis à resposta exigida ao momento para as Unidades de Cuidados Intensivos instaladas e/ou em processo de instalação.

Todas as organizações de saúde estão dotadas de Enfermeiros Especialistas em Enfermagem Médico-Cirúrgica. Importa verificar se estão, ou não, a exercer as suas competências especializadas e em caso negativo propomos a sua mobilização para as Unidades de Cuidados Intensivos.

A AEEEMC vem assim relembrar às organizações de saúde, que todos os Enfermeiros Especialistas em Enfermagem Médico-Cirúrgica efetuam durante a sua formação especializada estágio em Serviços de Cuidados Intensivos e de Urgência, desenvolvendo competências e raciocínio crítico fundamentais nestes contextos, principalmente em situação de elevada complexidade, imprevisibilidade e de pressão como a que atravessamos devido à pandemia.

A AEEMC defende que o reforço das equipas de enfermagem das Unidades de Cuidados Intensivos passa pela alocação de profissionais habilitados e preparados para resposta cabal às necessidades em cuidados de saúde, devendo por isso, qualquer resolução, incluir Enfermeiros Especialistas em Enfermagem Médico-Cirúrgica, a quem compete cuidar da pessoa e família/cuidadores a vivenciar processos médicos e/ou cirúrgicos complexos, decorrentes de doença aguda ou crónica, otimizando o ambiente e os processos terapêuticos e maximizando a prevenção, intervenção e controlo da infeção e de resistência a antimicrobianos.

Apelamos às organizações de saúde que avaliem todas as possibilidades no reforço das suas equipas de Cuidados Intensivos primariamente por Enfermeiros Especialistas em Enfermagem Médico-Cirúrgica, priorizando a segurança dos profissionais e a qualidade dos cuidados disponibilizados à população.

 

03 de novembro de 2020

Associação de Enfermeiros Especialistas em Enfermagem Médico-Cirúrgica

Comunicado 002.2020

A Sociedade Portuguesa de Patologia da Coluna Vertebral (SPPCV) está a organizar o seu IX Congresso de 29 a 31 de outubro de 2020, sob o tema “Desafios no Tratamento da Patologia da Coluna: no Indivíduo e na Comunidade”.

A patologia da coluna vertebral, pela sua enorme prevalência na população em geral e impacto sócio-económico que representa, obriga a uma abordagem multidisciplinar. Neste âmbito, a SPPCV planeou um simpósio destinado a Enfermeiros, agendado para o dia 31 de outubro, sobre o tratamento cirúrgico da patologia da coluna vertebral.

Este evento conta com o patrocínio científico da AEEEMC. Consulte todas as informações em https://norahsevents.eventkey.pt/geral/paginas.aspx?cod=349.

A Ordem dos Enfermeiros e a Mesa do Colégio de Enfermagem Médico-Cirúrgica divulgaram, no passado dia 21 de setembro, o Guia Orientador de Boas Práticas (GOBP) Diálise Peritoneal: um passo para a autonomia da pessoa.

A AEEEMC congratula a iniciativa e o trabalho desenvolvido, que reforça as competências específicas do Enfermeiro Especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica neste âmbito.

Pode aceder ao GOBP em https://www.ordemenfermeiros.pt/media/19845/guia_di%C3%A1lise-peritonial-um-passo-para-a-autonomia-da-pessoa.pdf.

A Associação de Enfermeiros Especialistas em Enfermagem Médico-cirúrgica (AEEEMC) face ao crescimento exponencial da pandemia do COVID-19, vem por este meio demonstrar todo o seu apoio aos profissionais de saúde que se encontram nas mais diversas áreas de atuação. A todos os profissionais de enfermagem a exercerem funções no Pré-Hospitalar, Serviços de Urgência, Serviços de Internamento Médico-Cirúrgicos, Serviços de Especialidade, Blocos Operatório, Unidades de Cuidados Intensivos, Unidades de Cuidados Continuados, Unidades de Cuidados Paliativos e Diálise é exigida uma resposta eficaz, com necessidades de reunir esforços para garantir a proteção dos profissionais e das pessoas que necessitam de cuidados.

A AEEEMC tem conhecimento, pelos seus associados, de graves problemas identificados não só a nível Hospitalar como também nos Cuidados de Saúde Primários, como sejam, a falta de equipamento de proteção individual básico (máscaras, batas de proteção, luvas) bem como de materiais essenciais para a quebra da cadeia de transmissão da infeção, tais como, soluções de base alcoólica. Verificou-se ainda que os enfermeiros com competências acrescidas em Diálise se vêm retidos nos hospitais para reforço dos serviços. A falta destes profissionais nas mais de 100 Unidades de Diálise convencionadas do país, poderá levar à rutura das Unidades de Diálise com consequências graves para os doentes do SNS, que ficarão privados do seu tratamento ou com graves limitações no cumprimento da sua qualidade. Estes doentes, descompensados, irão recorrer aos Serviços Pré-Hospitalar e de Urgência, aumentando a afluência que neste momento já ultrapassa a capacidade de resposta.

Urge concretizar esforços conjuntos entre Instituições de Saúde, Ordens Profissionais, Empresas e Ministério da Saúde, para que se possam munir os profissionais de saúde com os meios eficazes de combate à pandemia e para que os Enfermeiros essenciais em áreas de Suporte Vital possam ser eficazmente distribuídos. A AEEEMC está disponível para reunir e trabalhar soluções que possam
contribuir para a proteção efetiva dos nossos profissionais de saúde e dos doentes!

Apelamos, neste momento excecional, para a garantia da segurança dos nossos profissionais e dos doentes, reforçando a necessidade de continuidade do tratamento dos doentes em Diálise.

Em 15 de março de 2020, A Direção da AEEEMC

A AEEEMC marcou ontem presença na sessão científica inaugural do Núcleo de Enfermagem Médico-Cirúrgica (NEMC) da ULS de Castelo Branco, participando na mesa de trabalho “A Importância da criação de Núcleos de Enfermagem Médico-Cirúrgica nas instituições de saúde”.

Parabenizamos todos os colegas Especialistas em EMC da ULSCB pela sua iniciativa e união, na promoção da prática especializada e na divulgação do trabalho desenvolvido pelos Enfermeiros EEMC nesta instituição.

Excelente partilha da Enfermeira Ângela Simões sobre a “Equipa Intra-Hospitalar de Suporte em Cuidados Paliativos – a intervenção do Enfermeiro Especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica”!

Obrigada pelo convite João Valente, Nelson Santos e Leonel Martins Grencho.

Contamos trabalhar em prol da EMC com todos vós e com o Colégio da Especialidade em Enfermagem Médico-Cirúrgica num futuro breve.